O Japão confirmou seu primeiro caso de infecção pela nova variante Omicron do coronavírus, disse uma fonte do governo na terça-feira, menos de uma semana após sua descoberta na África do Sul.

Um homem na casa dos 30 anos foi encontrado infectado com a cepa fortemente mutada depois de chegar da Namíbia no aeroporto de Narita, perto de Tóquio.

A Organização Mundial de Saúde alertou que a variante Omicron, que já foi confirmada na Europa, Canadá, Israel e Hong Kong, pode ser mais transmissível e escape à imunidade de infecções anteriores e vacinas.

As preocupações com a variante levaram vários países a endurecer as restrições de viagens, com o Japão fechando suas fronteiras para novas chegadas de estrangeiros na terça-feira.

O primeiro-ministro Fumio Kishida prometeu tomar todas as precauções para “evitar o pior cenário” ao anunciar as medidas, que ocorrem apenas três semanas depois que o Japão facilitou as regras de entrada para empresários, estudantes internacionais e participantes de seu programa de estágio técnico.